Facebook

https://www.facebook.com/sabrinapnicola

quinta-feira, 30 de julho de 2009

"Eu sou um quase nada"

É difícil escrever sobre si, mas vou tentar...

Geralmente tenho sentimentos persistentes de vazio e tédio, dúvidas a respeito de mim mesma, de minha identidade como pessoa, do meu comportamento sexual, da minha carreira profissional. Caracterizo-me pela tendência de ser um pouco dramática, busco as atenções para mim, sou uma eterna "carente afetivo", tenho comportamento sedutor, manipulador e mudo facilmente de atitude e de emoção. Busco freqüentemente elogios, aprovações e reafirmações dos outros em relação ao que faço ou penso. Provavelmente algumas pessoas me vêem como alguém sensível, cautelosa, prática, cuidadosa, inteligente, talentosa, mas modesta. Não sou uma pessoa que faz amigos muito rápido e fácil, mas sou extremamente leal aos meus amigos e sempre espero a mesma lealdade, (nem sempre à tenho). As pessoas que realmente me conhecem, percebem que é difícil abalar minha confiança nos meus amigos, mas também, que leva um bom tempo para recuperá-la, se esta confiança se acaba.

O olfato, o tato e o paladar, quem sabe também o sexto sentido, são mais fortes em mim. Eu não consigo usar nada desconfortável, seja um cinto, um brinco ou até mesmo uma cadeira.

Gosto mesmo é de sentir, num primeiro momento, eu observo mas não discuto o que está acontecendo, as sensações aparecem primeiro, talvez seja por isso a minha dificuldade de explicar o que se passa pela minha cabeça e no meu coração.

Aprecio o belo, para mim, a rotina é insuportável, gosto de aventuras e apaixono-me profundamente, mas não deixo de preservar a minha independência. Acima de tudo, gosto de me comunicar com os outros, graciosamente e de forma direta. Sou antenada e cidadã, bem informada e opino com fundamento. Sei que o papel do indivíduo é fundamental na construção de uma sociedade mais justa e, portanto, melhor para todos.

Eu sei fazer as pessoas se interessarem por assuntos importantes, sou uma pessoa plácida, descontraída e resiste aos medos infundados e à ansiedade.

As vezes, tenho a auto-estima tão elevada que quase me garanto um lugar no Olimpo! Sou legal, linda, simpática e sincera mas não fico me gabando por isso, afinal, isso pode levar-me a pensar que ninguém é bom o suficiente para mim, ou a passar uma imagem de esnobe, metida ou inatingível para as pessoas que me cercam!

Sou tranqüila, não sou ciumenta e descontrolada, sou racional, generosa e não guardo rancor das pessoas que amo. Sou compreensiva e entendo bem as vontades dos outros, talvez, eu passe a imagem de uma pessoa segura em relação aos sentimentos dos outros, o que facilita muito na hora de vivenciar aquele conselho: "Coloque-se no lugar dele", mas também não exageradamente, paciência também tem limite.

Sou extrovertida, gosto de ter pessoas à minha volta, mas também gosto de ficar sozinha comigo, admiro as coisas simples e também as complicadas, digo que “eu sou um quase nada”, pensando assim, eu sou um quase tudo! Me amo por ser um quase nada, por não ser perfeita, por ser simplesmente Sabrina. Complexa, humilde, sonhadora, criativa, meiga, criança, descontraída, imprevisível, prática, responsável pelos meus atos e por quem cativo; eu aprendo com os meus erros, prefiro viver o presente, não gosto de julgar as pessoas antes de conhecer, não tenho preconceitos e sei que sou invejada, mas amo quem me inveja e amo qualquer outro ser humano como amo a mim.

Creio que o mais importante da vida é AMAR, tudo e a todos; minha concepção de amor é bem maior do que muitos pensam, qualquer dia tento escrever os meus pensamentos sobre o amor.

Saah...

3 comentários:

RafaNoceli disse...

De "quase nada" não tem nada nessa descrição.
Quando parei de pensar no "outros pensam" e me dediquei ao "eu", as coisas começaram a seguir melhor pra mim.
Bom ter descoberto esse cantinho, mocinha!
Beijos!

Tony disse...

Você é uma pessoa apaixonada, só que ainda não descobriu sua paixão...
Mas vai descobrir brevemente.
Um beijo.
Tony.

Tony disse...

Então e este blog não mexe?
Esperamos mais!
Beijinho.